Moo Portal Portal de novidades e actualidades
Sexta, 28 de Abril de 2017

Provérbios > E

Provérbios, letra E

  • É mais fácil prometer que dar.
  • É tarde para economia, quando a bolsa está vazia.
  • Em Abril águas mil.
  • Em Abril queima a velha o carro e o carril.
  • Em Abril, cada pulga dá mil.
  • Em Abril, lavra as altas, mesmo com água pelo machil.
  • Em Abril, vai onde deves ir, mas volta ao teu cuvil.
  • Em Agosto, antes vinagre do que mosto.
  • Em Agosto, nem vinho nem mosto.
  • Em Agosto, Sardinhas e mosto.
  • Em ano chuvoso, até o diligente é preguiçoso.
  • Em ano geado, não há pão dobrado.
  • Em casa de ferreiro, espeto de pau.
  • Em casa de Gonçalo, pode mais a galinha que o galo.
  • Em casa em que não há pão todos ralham e ninguém tem razão.
  • Em Dezembro, treme de frio cada membro.
  • Em dia de festa a barriga atesta.
  • Em dia de S. Matias, começam as enxertias.
  • Em Fevereiro, chega-te ao lameiro.
  • Em Fevereiro, chuva; em Agosto, uva.
  • Em Janeiro saltinho de carneiro.
  • Em Janeiro sobe ao outeiro; se vires verdejar, põe-te a chorar, se vires nevar, põe-te a cantar.
  • Em Janeiro uma hora por inteiro e, quem bem olhar, hora e meia há-de achar.
  • Em Janeiro, cada Ovelha com seu Cordeiro.
  • Em Janeiro, nem Galgo lebreiro, nem Açor perdigueiro.
  • Em Janeiro, seca a Ovelha no fumeiro.
  • Em Janeiro, sete capelos e um sombreiro.
  • Em Janeiro, um Porco ao sol e outro ao fumeiro.
  • Em Maio queima-se a cereja ao borralho.
  • Em Maio, já a velha aquece o palácio.
  • Em Maio, nem à porta de casa saio.
  • Em Março, esperam-se as rocas e sacham-se as hortas.
  • Em Março, tanto durmo como faço.
  • Em Novembro, prova o vinho e planta o cebolinho.
  • Em Outubro sê prudente: guarda pão, guarda semente.
  • Em Outubro, o fogo ao rubro.
  • Em Outubro, paga tudo.
  • Em princípio de Maio, corre o Lobo e o Veado.
  • Em Roma, faz como os Romanos.
  • Em Setembro, ardem os montes, secam-se as fontes.
  • Em tempo de Figos, não há amigos.
  • Em tempo de guerra todo o buraco é trincheira.
  • Em tempo de guerra, não se limpam as armas.
  • Em terra de cegos, quem tem um olho é Rei.
  • Enquanto se capa, não se assobia.
  • Enquanto se cava na vinha, não se cava no bacelo.
  • Entradas de Leão, saídas de Sendeiro.
  • Entre marido e mulher não metas a colher.
  • Entrudo borralheiro, Páscoa soalheira.
  • Escândalo aparta amor.
  • Escuta cem vezes, e fala uma só.
  • Escuta o conselho dos outros e segue o teu.
  • Espera de teus filhos o que a teus pais fizeres.
  • Este mundo é uma bola; quem anda nela é que se amola.